Então o que mesmo a cannabis Ruderalis? As Indicas e Sativas são os tipos mais conhecidos de cannabis, mas a Ruderalis não deve ser deixada de parte. Esta espécie é resistente e tem sido usada por criadores por todo o mundo. É a ela que devemos agradecer as estirpes ou ‘’strains’’ auto-florescentes. Eis o que é conveniente saber acerca dela.

 

 

Tudo acerca da cannabis Ruderalis

A cannabis Ruderalis é uma das três espécies primárias das que andam por aí. Alguns consideram-na como uma subespécie da Sativa. Há algumas provas científicas para apoiar este argumento, um estudo de 2005 descobriu que a genética dela se encontra entre a Indica e a Sativa.

 

Mas pondo isso de parte, a Ruderalis está agora adaptada a um novo ambiente e expressa fenótipos únicos.

Enquanto as Indicas e Sativas são originais do sul da Asia central, a Ruderalis é originária da Rússia. Muitas vezes considerada uma espécie de cânhamo asiático e da europa de leste. Esta espécie de cannabis é consideravelmente mais pequena que as irmãs, com tamanho médio entre os 30 e os 76cm e amadurece em 7 semanas. E ao contrário das Indicas e Sativas, a Ruderalis tem uma percentagem de THC reduzida, tão reduzida que não é usada recreativamente, e devido ao seu tamanho também não é viável como cânhamo industrial.

No entanto esta espécie contém algum CBD, e este facto dá à Ruderalis valor médico que até a pouco tempo passava ao lado de todos.

Uma verdadeira ‘’erva’’ 

Nos EUA, a cannabis que cresce selvagem é considerada uma erva daninha, isto porque cresce em qualquer lado, e embora seja discutível ser uma subespécie, este nome de erva é-lhe dado pela sua tendência de crescimento. Ela cresce desde solos danificados, estradas e até mesmo em terrenos agrícolas.

Em botânica, ruderal significa que a espécie é basicamente uma erva daninha. Plantas ruderais têm uma sucessão rápida, que significa que é das primeiras a crescer em solos que tenham sido alterados recentemente ou de pouca qualidade. Por esta razão a Ruderalis prospera junto de populações humanas, visto que temos tendência a alterar o clímax existente na natureza, criando assim condições ideais para esta erva crescer. A palavra Ruderalis na verdade vem do latim, rūdera, que significa lixo ou detrito.

 

Para que é usada a cannabis Ruderalis? 

 

Cannabis Ruderalis é hoje em dia bastante importante para criadores e cultivadores. Muitos criadores misturam os genes da Ruderalis de forma a criar novas estirpes com tamanho e maturação mais moderados. A Ruderalis é cruzada com Sativas e Indicas, ou hibridas para facilitar o seu cultivo ‘’indoor’’.

 

A Ruderalis é usada também para criar sementes auto-florescentes, que dão flor independentemente do ciclo de luz, ao contrário das Indicas e Sativas que precisam de luz em determinada quantidade. Por sua vez, a Ruderalis floresce quando atinge uma certa maturidade, os ‘‘buds’’ podem ser esperados entre 5 a 7 semanas.

 

Os cruzamentos com Ruderalis são bastante populares com estirpes ricas em CBD. Enquanto os níveis de cannabinoides na Ruderalis são reduzidos, ela contem mais CBD que o psicoativo THC. Emparelhada com o crescimento rápido e as propriedades de Auto floração, a Ruderalis é muito usada para criar estirpes de alto CBD para crescimento interior, e muitas vezes cruzada com Indicas. Os cruzamentos com Sativas também são populares do ponto de vista de economizar de espaço nos cultivos interiores.

Esta simples ‘’erva’’ pode não aparentar grande coisa, mas está a desempenhar um grande papel no vasto mundo cannabico.

 

 

Texto original de Delilah Butterfield para Herb.com

Tradução de Draco_the_Russian

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>